SOY LOCO POR TI
Política, Mídias, Economia, Arte, Futebol e Humor na América Latina

28/10/2004

Let´s talk about sex
(uma pesquisa de opinião)

A uma mulher passante (Baudelaire)
A rua, em torno, era ensurdecedora vaia
Toda de luto, alta e sutil, dor majestosa,
Uma mulher passou, com sua mão vaidosa
Erguendo e balançando a barra alva da saia;

Pernas de estátua, era fidalga, ágil e fina.
Eu bebia, como um basbaque extravagante,
No tempestuoso céu do seu olhar distante,
A doçura que encanta e o prazer que assassina.

Brilho... e a noite depois! - Fugitiva beldade
De um olhar que me fez nascer segunda vez,
Não mais te hei de rever senão na eternidade?

Longe daqui! tarde demais! nunca talvez!
Pois não sabes de mim, não sei que fim levaste,
Tu que eu teria amado, ó tu que o adivinhaste!

 

Ando tendo umas idéias. Dizem
que nesses casos uma pesquisa
de opinião pode ajudar.

 

O fato é que ando cogitando criar
um blog novo e o assunto
está nessas entrelinhas, sinuosas.

A questão é saber se vale a pena

escrever sobre amor, sobre

todo tipo de amor. 

 

 



 Escrito por Luiz às 01h35 [] [envie esta mensagem]




A uma mulher amada
(Safo)

Ditosa que ao teu lado só por ti suspiro!
Quem goza o prazer de te escutar,
quem vê, às vezes, teu doce sorriso.
Nem os deuses felizes o podem igualar.

Sinto um fogo sutil correr de veia em veia
por minha carne, ó suave bem-querida,
e no transporte doce que a minha alma enleia
eu sinto asperamente a voz emudecida.

Uma nuvem confusa me enevoa o olhar.
Não ouço mais. Eu caio num langor supremo;
E pálida e perdida e febril e sem ar,
um frêmito me abala... eu quase morro ... eu tremo.
 

Esse blog assim pensado,
assim imaginado, tem leitor?
Leitora? Porque certamente desejo
tem de montão...

Araras versáteis (Hilda Hilst)
Araras versáteis. Prato de anêmonas.
O efebo passou entre as meninas trêfegas.
O rombudo bastão luzia na mornura das calças e do dia.
Ela abriu as coxas de esmalte, louça e umedecida laca
E vergastou a cona com minúsculo açoite.
O moço ajoelhou-se esfuçando-lhe os meios
E uma língua de agulha, de fogo, de molusco
Empapou-se de mel nos refolhos robustos.
Ela gritava um êxtase de gosmas e de lírios
Quando no instante alguém
Numa manobra ágil de jovem marinheiro
Arrancou do efebo as luzidias calças
Suspendeu-lhe o traseiro e aaaaaiiiii...
E gozaram os três entre os pios dos pássaros
Das araras versáteis e das meninas trêfegas.

Minha maior dúvida se
vale a pena fazer esse
novo blog não é por causa
da falta de tempo, nem
da enorme quantidade de bons
blogs sobre erotismo e boas
palavras. Deve ser porque
eu sou meio antiquado.

Poeminha de louvor ao "strip-tease" secular (Millor Fernandes)
Eu sou do tempo em que a mulher
Mostrar o tornozelo
Era um apelo!
Depois, já rapazinho, vi as primeiras pernas
De mulher
Sem saia;
Mas foi na praia!

A moda avança
A saia sobe mais
Mostra os joelhos
Infernais!

As fazendas
Com os anos
Se fazem mais leves
E surgem figurinhas
Em roupas transparentes
Pelas ruas:
Quase nuas.
E a mania do esporte
Trouxe o short.
O short amigo
Que trouxe consigo
O maiô de duas peças.
E logo, de audácia em audácia,
A natureza ganhando terreno
Sugeriu o biquíni,
O maiô de pequeno ficando mais pequeno
Não se sabendo mais
Até onde um corpo branco
Pode ficar moreno.

Deus,
A graça é imerecida,
Mas dai-me ainda
Uns aninhos de vida!

O certo é que alguns desses poeminhas
eu queria tê-los escrito.
Como isso não é possível, vai essa
substituição: dividir pra aprender. Ou reaprender.
Como escrevi lá em cima, essa é
uma pesquisa de opinião. Opine.

Aula de amor (Bertold Bretch)
Mas, menina, vai com calma
Mais sedução nesse grasne:
Carnalmente eu amo a alma
E com alma eu amo a carne.

Faminto, me queria eu cheio
Não morra o cio com pudor
Amo virtude com traseiro
E no traseiro virtude pôr.

Muita menina sentiu perigo
Desde que o deus no cisne entrou
Foi com gosto ela ao castigo:
O canto do cisne ele não perdoou.



 Escrito por Luiz às 01h01 [] [envie esta mensagem]


25/10/2004

Amando sobre os jornais (Chico Buarque)
Amando noite afora
Fazendo a cama sobre os jornais
Um pouco jogados fora
Um pouco sábios demais
Esparramados no mundo
Molhamos o mundo com delícias
As nossas peles retintas
De notícias

Amando noites a fio
Tramando coisas sobre os jornais
Fazendo entornar um rio
E arder os canaviais
Das páginas flageladas
Sorrimos mãos dadas e, inocentes
Lavamos os nossos sexos
Nas enchentes

Amando noites a fundo
Tendo jornais como cobertor
Podendo abalar
o mundo
No embalo do nosso amor
No ardor de tantos abraços
Caíram palácios
Ruiu um império
Os nosso olhos vidrados
De mistério.

Andaluza, essa música de Chico é
 pra você e sua doce presença.

 

Foi um beijo... (Martha Medeiros)

foi um beijo onde não importava a boca
só tuas mãos quentes me apertando pelas costas
nada estava acontecendo na minha frente
e a ansiedade que havia não era pouca
teus dedos perguntavam pra minha blusa
se meu corpo acolheria um delinqüente
descoladas as línguas um instante
minha resposta saiu um tanto rouca



 Escrito por Luiz às 15h31 [] [envie esta mensagem]


24/10/2004

Uruguai, Tupamaros, revolução e emails
Vazquez/El EspectadorO Uruguai está em processo eletivo. Escolherá novo presidente no dia 31. Os dois principais candidatos são Tabaré Vázquez e Jorge Larrañaga. O primeiro é do centro-esquerdista Frente Amplio (FA), e tem fortes vínculos com os ex-guerrilheiros tupamaros - guerrilha urbana que tentou chegar ao poder no país há 40 anos. O outro é do Partido Branco, centro-direita.

A vinculação de Vázquez com os Tupamaros começou a ser utilizada contra ele, pelo Partido Blanco, que produziu, na reta final da campanha, um vídeo em que mostra como os membros da guerrilha escolhiam entre seus inimigos quem iria morrer. O filme, vetado pela justiça, usa imagens colhidas nas décadas de 1960 e 1970.

Impossibilitado de usar o vídeo na tv, o Partido Blanco está enviando o material por email. Apesar disso, a esquerda da Frente Amplio deverá vencer as eleições. É o que indicam as principais pesquisas até agora. Segundo a consultoria Factum, Tabaré Vázquez receberia 52% dos votos. Jorge Larrañaga, chegaria a 30%, enquanto que Stirling (candidato menor) ficaria com 10%. Maiores detalhes em http://www.elpais.com.uy

Menem volta a ser investigado
A suspeita de que o ex-presidente Carlos Menem tenha contrabandeado armar para a Croácia e Equador entre os anos de 1991 e 1995 volta à tona. É que um tribunal do país ordenou a reabertura do processo. O ministro da economia de então era Domingo Cavallo, que também está sendo investigado.
O processo tinha sido suspenso em 2003, depois dos dois terem sido inocentados. Dois anos antes, Menem havia sido preso em casa por conta desse caso. Talvez por causa disso, o ex-presidente tenha solicitado "garantias" à Justiça Argentina antes de se apresentar. Menem mora no Chile com a mulher.

Fórum Social Mundial confirmado em Porto Alegre
Sérgio Haddad, o coordenador do Fórum Social Mundial no Brasil, confirmou que os encontros do Fórum Social Mundial continuarão a acontecer em Porto Alegre e que a permanência do evento na cidade independe do resultado na eleição do segundo turno.

10 anos depois, putas tristes
Garcia Marquez teve que antecipar, na semana passada, o lançamento de seu livro,cujo título é "Memória de minhas putas tristes". Motivo: descobriu-se exemplares piratas em sua terra natal, a Colômbia. O escritor não produzia um romance novo desde "Do Amor e Outros Demônios", dez anos atrás.



 Escrito por Luiz às 18h46 [] [envie esta mensagem]


21/10/2004

Cai Fidel!
APFidel caiu. É mais correto dizer que, sem  aparente motivo, levou um tombo  Fidel Castro, presidente de Cuba, durante cerimônia de formatura  que acompanhava no mesmo edifício que guarda osresyos mortais de Ernesto Che Guevara, na cidade de  Santa Clara, que fica a 280 quilômetros da capital Havana. Não passou do chão. Aparentemente,fraturou o joelho, machucou o braço e feriu o brio.


É melhor dizer assim, do que dizer que "aparentemente sem razão", caiu o  presidente Fidel Castro", porque essa frase pode dar a idéia que caiu o regime castrista. Regime que consegue a façanha de existir há uns 40 anos e não se consolidar como  capitalismo, nem comunismo, nem socialismo de estado, nem anarquia, nem mercantilismo.


APFidel, por essas e outras razões (fim da União Soviética e de seu apoio; aumento do terrorismo de estado americano nos últimos anos; pressões internacionais pelos direitos humanos, pressões internas por abertura) tem portanto todos os motivos para cair de fato e passar do chão dessa vez. É muito feio rir quando uma pessoa cai. Ainda mais se você tem um mínimo de simpatia pela vítima.

Rir da queda do regime castrista, então, seria ainda mais estranho, porque não dá pra saber o que virá adiante. Ficaria Cuba pior do que já está? Ficaria Cuba pior do que quando Fulgêncio era o ditador da ilha? E para o restante da América Latina, o que significaria a queda do regime? Os Estados Unidos certamente se aproximariam, estrategicamente, da  ilha, até pelas pressões internas dos dissidentes... Isso seria bom ou ruim?

APUma tombo sem razão às vezes nos faz pensar num monte de coisas, não? E geralmente muitas dessas razões aparentemente não aparentes estão sempre ali, às nossas barbas, como estavam as razões do tombo de Fidel diante das barbas do defunto de Che, em Santa Clara.

Queria fosse possível essaqueda servisse praoregime se ver em seu anacronismo, em sua estranheza, em sua queda trágica, demorada, antirevolucionária, triste, inevitável, ameaçadoramente ruim pra o restante da América.

APFidel tem 78 anos. Já anunciou que seu irmão, que nãolembro o nome agora, deverá continuar seu reinado.

 

 

 



 Escrito por Luiz às 12h10 [] [envie esta mensagem]


19/10/2004

Contrariando os objetivos iniciais desse blog, que é falar e discutir sobre a América Latina, não resisti em colocar o poema abaixo que encontrei na internet. Esse blog tá ficando muito fofo mesmo...

Intimidade
Se tocar um blues
e eu estiver de azul
como a tarde,
beija-me o pescoço,
explora-me o decote
(aos amigos se permitem
certas intimidades).

Mas se tocar um tango,
dança comigo,
beija-me a  boca,
quem sabe me ama
(que não é de ferro
a amizade).

Depois:
tomar café com leite
e pão torrado.

E seguir sendo amigos
por infinitas outras tardes.

Márcia Maia



 Escrito por Luiz às 09h30 [] [envie esta mensagem]


16/10/2004

Desenho de habitante inca da AméricaA América Latina estaria muito pior se estivesse sob dominação dos índios

E a Europa, que já não comporta o número de habitantes, e cuja avidez e ganância mais se acendem à proporção que a população engrossa – a Europa não tira os olhos do continente legendário. Condenando as sociedades que vivem sobre ele, os porta-vozes das opiniões correntes no Velho Mundo não conseguem ocultar os seus sentimentos quanto ao futuro a que aspiram para as nações sul-americanas. Alguns mais desabusados o dizems em rebuço; outros – os que sabem fazer as coisas – velam um pouco o pensamento; mas quem queira ler nas entrelinhas, aí achará o reflexo desse conceito geral: “È lastimável e irritante que, enquanto a Europa, sábia, civilizada, laboriosa e rica, se contorce comprimida nessas terras estreitas, alguns milhões de preguiçosos, mestiços degenerados, bulhentos e bárbaros, se digam senhores de imensos e ricos territórios, dando-se ao sataqüerismo de considera-se nações. Está verificado que eles são incapazes de organizar verdadeiras nacionalidades; o que a Europa tem a fazer é deixar-se de idiotas contemplações e contemporizações...

Este é o sentir geral que traduz, não só um juízo categoricamente desfavorável a nosso respeito, como uma certa má vontade de quem vê nas atuais nações sul-americanas o obstáculo à posse e ao gozo de uma riqueza apetecida. Por vezes, esta má vontade faz de explosão; os apetites retidos vêm à luz sob a forma de reclamações, às quais já se teria seguido a investida formal, se não fossem os Estados Unidos; já estaria infinitamente mais ensangüentado, mais barbarizado do que atualmente.

 

Esse é um trecho de um livro que eu já comentei aqui e que se chama América Latina - Males de Origem, de Manuel Bonfim. Poderia servir de resposta e ao mesmo tempo de explicação (não justificativa) ao que falou o cônsul espanhol na Argentina, por ocasião do dia 12 de outubro, dia do descobrimento da América:

 

“Muito pior estariam, ou estaríamos, sob as civilizações incas, astecas, sioux, apaches ou mapuches, quando é bem conhecida sua divisão em castas e seu caráter imperialista e sanguinário”, disse o senhor Pablo Sánchez Terán, 58 anos.

 

Sánchez Terán justificou o genocídio de civilizações inteiras com essa frase infeliz. A citação de Manuel Bonfim é só pra fazer compreender que a Europa parece imaginar a América Latina da mesma forma que o fazia em 1905, quando o livro do Bonfim foi publicado.

Não mudamos nós, ou não mudaram eles?

O caso, na Argentina, vem levantando polêmica nos jornais.



 Escrito por Luiz às 00h51 [] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   

Reclame:locoporti@gmail.com

INFORMAÇÃO
 
   El Tiempo (Colômbia)
   El Espectador (Colômbia)
   Expresso (Peru)
   Peru 21 (Peru)
   Ultimas Noticias (Venezuela)
   El Universal (México)
   Cronica (México)
   El Mercurio (Chile)
   Clarin (Argentina)
   La Nacion (Argentina)
   La Hora (Equador)
   Ultimas Noticias (Equador)
   El Diario (Bolivia)
   Diario de Notiocias (Paraguai)
   El Pais (Uruguai)
   La Prensa (Nicarágua)
   Prensa (Panamá)
   Fórum Social Mundial (Brasil)
   Agência Latinoamericana de Informação
   Associação de Estudos Latinoamericanos
   Latin American Post (EUA)
   Granma (Cuba)

POLÍTICA E CIDADANIA
        Luta Libertária
        Foreign Policy
        Mídia Tática
        Rede Interamericana para a Democracia
        Nova Democracia
        Marxists Archieve
        ABONG
        OBREAL
        AECidadania
        Pauta Social
        Cebrap.org
        Instituto Pólis
        Eletronic Frontier Foundation
        Move On
        Ponto de Vista/Crítica Política
        Revista Movimiento
        Nueva Mayoria
        LatinoBarometro
        Observatório Político Sul Americano
COLUNAS
       Míriam Leitão
       Veríssimo
       Mário Sérgio Conti
       Pedro Dória
FINA FLOR
        Verbeat
        Síndrome de Estocolmo
        Smart Shade of blue
        Stuckin Sac
        Blog do Gejfin
        O biscoito fino e a massa
        Velo do Farol
        Insanus
        A Arte da Fuga
       La Mala Rosa
       LLL
       Angustiado
       Glamdreams
       Os conspiradores
       Nominimo/Blog
       Pensar Enlouquece
       Códigobr
       Catraca
       Imakinaria
       Por um punhado de pixels
       Wunderblogs
        Radamanto
       Estuário de Samarone
        Mas tudo bem
 
SEXO
       2explicitos
       O sexo de Anali
       Uva na Vulva
       Unaids
       Eros Blog
       World Sex News
       Sex Flog
 
AMIGOS
       Adorada Guadalupe
       Os Pensamentos de Mama
       Blog do Pi
       Fiteiro
       Bom Tom
       Guitar Grinder
        Barraco da Jaca
       Os Blog da Minie
       Hard News
       Cha de panela
       Fotografias/Gondim
       Sofia Bau
       Colchas de retalhos
       Girl Power
        Minha Lilith
        Paulo Rebêlo
        Diário de Bordo
 
 
VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog





O que é isto?
Histórico
   01/06/2006 a 15/06/2006
   16/05/2006 a 31/05/2006
   01/05/2006 a 15/05/2006
   01/04/2006 a 15/04/2006
   16/03/2006 a 31/03/2006
   01/03/2006 a 15/03/2006
   16/02/2006 a 28/02/2006
   01/02/2006 a 15/02/2006
   16/01/2006 a 31/01/2006
   01/01/2006 a 15/01/2006
   16/12/2005 a 31/12/2005
   01/12/2005 a 15/12/2005
   16/11/2005 a 30/11/2005
   01/11/2005 a 15/11/2005
   16/10/2005 a 31/10/2005
   01/10/2005 a 15/10/2005
   16/09/2005 a 30/09/2005
   01/09/2005 a 15/09/2005
   16/08/2005 a 31/08/2005
   01/08/2005 a 15/08/2005
   16/07/2005 a 31/07/2005
   01/07/2005 a 15/07/2005
   01/06/2005 a 15/06/2005
   16/05/2005 a 31/05/2005
   01/05/2005 a 15/05/2005
   16/04/2005 a 30/04/2005
   01/04/2005 a 15/04/2005
   16/03/2005 a 31/03/2005
   01/03/2005 a 15/03/2005
   16/02/2005 a 28/02/2005
   01/02/2005 a 15/02/2005
   16/01/2005 a 31/01/2005
   01/01/2005 a 15/01/2005
   16/12/2004 a 31/12/2004
   01/12/2004 a 15/12/2004
   16/11/2004 a 30/11/2004
   01/11/2004 a 15/11/2004
   16/10/2004 a 31/10/2004
   01/10/2004 a 15/10/2004
   16/09/2004 a 30/09/2004
   01/09/2004 a 15/09/2004
   16/08/2004 a 31/08/2004
   01/08/2004 a 15/08/2004
   16/07/2004 a 31/07/2004
   01/07/2004 a 15/07/2004