SOY LOCO POR TI
Política, Mídias, Economia, Arte, Futebol e Humor na América Latina

15/05/2005

Alguém me explique isso
Edição desse domingo do Clarin dá um grande destaque à volta da moda leopardo. Os argentinos ficaram bregas ou eu é que tô desinformado?


Leopardas, Via Clarin

Sacerdote gay
Reportagem de Luis Alberto Miño Rueda, do El Tiempo, localiza um sacerdote católico que confessa sua condição de homossexual. A reportagem omite o nome do sacerdote, mas percebe-se uma coisa importante: a afirmação do homossexualismo, pelo menos nesse caso, está totalmente ligada à vida religiosa do sujeito. Desde as primeiras experiências nas paróquias até o encontro em bares gays com outros religiosos, uma coisa não se desgruda da outra.
Via El Tiempo

Plan Colombia já era
Com o realinhamento da política externa Americana relativa à América Latina - é isso, vem se evidenciando, mas fica pra outro post, também outro dia - 0 Pla Colombia foi pras cucuias. É o que Condoleezza Rice anunciou nas poucas horas em que esteve em Bogotá, durante sua visita à região.

Depois de 20 anos de atuação financiada pelos cofrem americanos, o Plan Colombia fumigou com herbicidas cerca de 130 mil hectares de áres plantada com a folha da coca. Além das ações militares e de treinamento das forças anti-drogas da Colômbia. Mas aárea de cultivo permenceu a mesma do início do Plano: 200mil hectares na região andina são cultivados pela folha que faz a festano jet set americano.

Depois do anúncio feito por Condoleezza, o estado colombiano corre atrás do prejuízo. O presidente Álvaro Uribe anunciou uma nova estratégia anti-drogas. Um dos pontos do plano de Uribe é tentar reduzir o contrabando no país. É que metade do contrabando é financiado pelo narcotráfico.
Via
La República



 Escrito por Luiz às 19h39 [] [envie esta mensagem]



Democracia y mercado
É um pássaro, é um avião?Assusta comprovar a quantidade de falácias que é possível encontrar nos meios de comunicação do poder. Sejammos claros:meios de comunicação e podersão sinônomos. Falam de meios (pequenos, débeis) alternativos. Mas os meios são do poder e cada vez se concentram mais e se consolida a conquista das subjetivdiades, sua última e esquisita meta. É precisamente no jogo vertiginoso que os meiosdesenvolvem sua dinâmica onde o capitalismo seu rosto mais verdadeiro: a concentração monopólica. O mercado mente e mentem quem diz que é livre. O mercado mente quando diz: venham todos aqui, agitem sem travas, vibrem, joguem, sejam, em suma, livres.

...

O mercado - para aniquilar tudo - se concentra. Tudo o que resta fora da mancha voraz morre. Morre non deserto do nihilismo econômico.Não há nada fora do mercado. Tudo está no mercado. Mas cada vez é para menos pessoas, e al concentra-se, mata.
José Pablo Feinmann


O texto, publicado na edição de domingo de um dos jornais mais importantes da Argentina não causa espanto, nem traz muitas novidades em um discuro que precisa ser renovado, mas antes deveria ser melhor conhecido por quem paga as contas com o trabalho em mídia. Sobretudo na América Latina. Mas isso já fica para outro post, noutro dia.

O que surpreende no texto é onde ele foi publicado. É claro que pode-se argumentar que a concessão dos jornais, revistas, redes de TV com discursos dissonantes é o que permite uma eventual publicação dessa. Pode até ser. Mas não deixa de ser surpreendente, sobretudo em relação ao que é feito na grande Imprensa brasileira. Não lembro de nenhum texto nessa linha, ou que o valha, publicado ultimamente por aqui. O restante do artigo vale serlido e pode ser encontrado se você clicar aqui.



 Escrito por Luiz às 19h04 [] [envie esta mensagem]


13/05/2005

Soy Loco por Ti procura
Tô procurando blogs informativos cujo tema seja a cultura e política na América Latina, aceito sugestões e dicas dos poucos, mas interessantíssimos leitores desse blog. Também ando à procura de cartunistas e artistas gráficos que trabalham em jornais ou revistas do continente. Alguém tem sugestões? Melhores sugestões ganham uma passagem de carro pra Machu Pichu.

 Escrito por Luiz às 08h36 [] [envie esta mensagem]



Dize-me com quem andas
que eu te direi quem és

Uma rápida passagem nos principais portais dos grupos de comunicação na América Latina, hoje pela manhã, me deu um certo desconforto. As principais reportagens de muitos jornais na web – uma quantidade que me chamou a atenção – têm como principal fonte de informação as palavras do presidente do respectivo país, o papa, um empresário.

O El Mercúrio, do Chile, apostou no Presidente Lagos mandando um recado a Fidel Castro, no caso Posada (outro post que eu to devendo aqui).

No Uruguai, o El Observador dá espaço para o rpesidente Tabaré Vazquez falar do Mercosul. O Clarin aposta no Papa. O Granma, como não poderia deixar de ser, tem uma forte enorme de Fidel Castro também falando do caso Posada, convocando os cubanos a uma passeata. O El Comércio,do Peru, colocou em sua versão impressa a presença do presidente do congresso, Antro Flores. E o La Nacion, da Argentina, preferiu colocar Busch com uma reportagem sobre o tratado de livre comércio com os países da América Central.

Esses são alguns dos principais jornais do continente. Outras dezenas de fontes fogem um pouco dessa generalização, mas só um pouquinho. Tem sempre alguém com muito poder na política interna respondendo ou ocupando um espaço precioso, notícias sobre violência e religião. É uma generalização superficial, sim. Mas passando os olhos nos links aí do lado, vais ver que isso acontece mesmo. Outro dia coloquei aqui que o modelo de jornalismo estava meio esgotado. Era também a isso que eu me referia...



 Escrito por Luiz às 08h24 [] [envie esta mensagem]


12/05/2005

Rápidas
A verdadeira América não passa na Globo


O Congresso do Arizona entregou à governadora Janet Napolitano uma iniciativa de lei pela qual policiais locais desempenharão função de agentes migratórios. Eles poderão deter imigrantes sem documentos. A governadora só terá que aprovar. Pelo histórico recente da governadora, isso deverá mesmo acontecer.

Em 20 de abril Napolitano aprovou duas novas leis que aumentam as sentenças para imigrantes não documentados e outra que permitirá deter veículos de qualquer pessoa sem seguro nem licença de conduzir, num caso de acidente. Outra lei aprovada é a SB 1306. O texto estabelece que autoridades estatais podem combinar com a Procuradoria Geral de Justiça que empregados estatais qualificados ajudem a deter imigrantes não documentados.

Aqui no Brasil a Globo prefere dar um verniz de charme à imigração ilegal que acontece através do México para os Estados Unidos.
A notícia foi pescada no
La Cronica.

Meninos não choram
84,3% das pessoas violentadas sexualmente na Colômbia são menores de idade. É o que informa o Instituto de Medicina Legal com números relativos ao ano de 2004. A informação foi veiculada na edição de hoje do El Tiempo.

No ano passado, houve um total de 17.912 reconhecimentos legais de pessoas que haviam sofrido algum tipo de violência sexual. O número tem 3.673 casos a mais em relação ao ano de 2003. Ou seja, além do absurdo do percentual de casos entre menorres de idade, houve um aumento de 25,8% nos registros.
Somente os meninos violentados foram 14.434. Em 2003, foram 11.886. Nos últimos dois anos, o aumento foi de 21,4%.

Se a moda pega...
Polêmica no Peru. Um sargento do exército de Israel é o principal nome do sistema de segurança do Palácio do Governo do Peru. Avraham Dan On se dizia membro do serviço de inteligência de Israel. Esse cargo, na verdade, nunca foi ocupado por De On. O sargento, dizem os jornais, foi colocado no Palácio como forma de espionagem do multimilionário Joseph Maiman. Via Expresso.

Débito
Estou devendo um post sobre a Cúpula de Brasília. Ele virá.



 Escrito por Luiz às 14h08 [] [envie esta mensagem]


09/05/2005


Mais tirinhas infames em www.malvados.com.br.

 Escrito por Luiz às 17h12 [] [envie esta mensagem]


08/05/2005

Cadê os blogs informativos?
(senta que lá vem conversa)

O primeiro blog brasileiro em português foi lançado em princípios de 1998 – chamava-se “Diário da Megalópole” e seu autor, Nemo Nox, assina desde janeiro de 2001 seu segundo e premiado blog, “Por um punhado de pixels”. Estes são os anos-chave: 2000, 2001. Popularizado no Brasil o serviço de publicação e hospedagem da dupla Blogger/Blogspot, entre finais de 2000 e 2001 começaram a pipocar blogs na Internet tupinambá. A blogosfera brasileira, conjunto dos blogs daqui, está para completar cinco anos, pois. Amadureceu pouco.

O Brasil tem um bocado de gente na Internet e uma característica: o brasileiro gosta da rede, se enturma fácil. Segundo o especialista nas coisas virtuais John Perry Barlow, numa entrevista concedida à revista dominical do “Globo” faz meses, o motivo é cultural. Brasileiro rapidamente sai apresentando conhecidos, senta à mesa de bar com estranhos e no segundo chope faz amizade, monta redes de pessoas com facilidade. Levar esse tipo de comportamento para a Internet é apenas natural.

E, no entanto, apesar de em grande número, o grosso dos blogs brasileiros continua ainda nesta fase: uma grande conversa de bar. Na segunda colocação, e são muitos, há também os blogs literários, de escritores que já se lançaram ou querem se lançar pela rede. Não há nenhum problema nisso, cada um escreve sobre o que quer. Mas são raríssimos, contam-se nos dedos, os blogs informativos. O porquê é um mistério.

Isto não é regra no mundo. Citar os exemplos de EUA e Inglaterra seria o óbvio. Nos EUA em particular, alguns dos blogs jornalísticos estão profissionalizados, transformados em pequenas empresas que lucram com a venda de propaganda e contam visitas às dezenas de milhões todo mês. Têm peso o suficiente para justificar a constante visita de deputados federais que comentam os posts.

Mas não é preciso ir tão longe. Só nesta última semana, quem navegou pela blogosfera portuguesa leu a respeito da remoção de estátuas em Lisboa, da regulamentação fiscal de imóveis ou sobre a influência do Partido Comunista Português no funcionalismo público. Na blogosfera lusa, há um excelente blog dedicado inteiramente ao noticiário sobre imprensa, outro sobre questões políticas dos gays, um terceiro a respeito do Timor Leste. Pasme: o Brasil faz mais pelo Timor do que Portugal, e no entanto é um português que julga importante transmitir diariamente seus relatos a respeito do país.

Aqui na rede existe este instrumento fantástico para quem quiser fazer imprensa com as próprias mãos. Contribui ainda o fato de que a imprensa brasileira diária tende, ultimamente, a ser meio chatinha. Então por que são tão poucos? Um blog jornalístico pode ser de vários tipos. De análise, por exemplo. De links em série, comentados ou não, apontando o que há de melhor publicado nas páginas. Ou até mesmo da boa e velha apuração: pega um telefone, conversa, descobre como funciona, publica. A maioria talvez não resulte em bom resultado, mas na quantidade sempre despontam bons nomes.


Esse texto aí em cima foi escrito por Pedro Dória para o NoMínimo. O texto completo pode ser lido aqui. Esse questionamento não é somente sobre blogs. Ele inclui a forma pela qual a informação começa a circular na rede. E isso inclui também o futuro do jornalismo, cujo modelo, pra mim tá esgotado. As pessoas se cansaram de ver jornais cada vez mais parecidos e os jornalistas, inclusive, também se cansaram disso. Talvez esse seja um dos motivos de haver tão poucos blogs informativos: na minha cabeça os jornalistas é que deveriam dar o ponta pé nisso, mas eu conto nos dedos de um pé só o número de colegas que tem tesão pra chegar em casa e fazer jornalismo num blog, ser informativo. Acaba no que diz o Pedro Dória: uma grande conversa de bar.

De qualquer forma, a fase da história dos blogs no Brasil não é tão ruim. Veja só a quantidade de comunidades blogs – muitas delas com conteúdo informativo – que já existem na blogsfera brasileira: Insanus, Wunderblogs, Verbeat . E outros que eu não lembro o nome. Tem outra coisa: a internet brasileira talvez não tenha o tempo necessário para produzir blogs informativos na medida esperada. mas o que é mesmo essa medida? Como se vê, essa conversa está só começando.

Veja bem: não tô dizendo que blog informativo tem que ser feito por jornalista, mas esses é que tenderiam a começar o processo, por terem treinamento pra isso. Também não tô dizendo que todo jornalista tem que ter um blog informativo. Tô fazendo coro ao artigo do Pedro Dória: Por que tão poucos blogs informativos? Eu arrisco uns palpites:

Falta de grana. Numa economia mais equilibrada, onde a distribuição de riqueza é mais igual, faz sentido criar uma pequena empresa como diz o artigo. Da mesma forma, é possível arriscar, porque existe massa crítica para isso, existe mais gente conectada e interessada. Mais: como se trabalha muito (demais, eu diria) nos jornais, sobra pouco tempo para fazer um blog informativo, já que o sujeito chega em casa e tem que fazer feira, cuidar da criança, do namorado ou namorada, das contas pra pagar, etc.
Falta de saco. Principalmente dos jornalistas em blogar informativamente. Isso tá relacionado às condições da mídia no Brasil, em que os salários não são bons, nem são boas as condições de trabalho da maior parte dos jornais. Os blogs, assim, tenderiam a ser válvulas de escape e relax.
Falta de interesse. Brasileiro tem essa facilidade para criar redes, sim. Mas redes de compartilhamento de diversão, na minha opinião. Mas isso também pode ser que questão de fase da Internet brasileira, de evolução.
Falta de gente. Jornalista nessa categoria não conta. :) Fora eles, que tenderiam a dar o início desse processo, falta gente interessada em fazer o mesmo, ou em construir fontes de informação fora do sistemão dos grandes grupos de comunicação e dos portais.
Falta dum nome melhor. "Blog", convenhamos, é muito ruim.



 Escrito por Luiz às 17h46 [] [envie esta mensagem]


07/05/2005

Rápidas
Novelas em Cuba
Cuba prepara o IV Congresso de Cultura e Desenvolvimento, que acontece em junho. Participantes de vários lugares do mundo deverão estar na ilha para discutir os temas do encontro. O jornal oficial do regime castrista, o Granma, traz uma matéria em que as granes estrelas brasileiras no encontro não são escritores, filósofos ou coisa parecida. Nada disso. O grande destaque da delegação brasileira são as atrizes de novelas da Globo. As iniciativas governamentais que serão apresentadas são do estado do Rio de Janeiro. Acho que a participação brasileira poderia ser mais rica... Faltou mais cuidado da organização do encontro ou faltou iniciativa aqui, em terras da pindorama?

Vai acontecer uma mesa redonda sobre cinema, televisião, telenovelas, teatro e direção com Silvio Tendler (Marighela, Glauber Rocha). É nessa mesa que estarão Leticia Spiller, Cássia Kiss, Cláudia Alencar, Denise Fraga e Marco Ricca. Todos são artistas que participaram de novelas que estão em cartaz ou estiveram passando na televisão cubana recentemente.

Ainda vai participar do congresso o presidente da Fundação dos Índios, o antropólogo Nércio Gomes. Uma outra participação será de Célia Ravero. Segundo a matéria, ela  "faz no estado do Rio um trabalho com os quilombos porque no Brasil existem os quilombos como no século XIX". Isso, eu não entendi. Ana Buarque de Hollanda também estará por lá..

Argentina sem gás
O governo argentino anunciou um investimento de US$ 800 milhões na infra-estrutura de transporte de gás. Não é de todo uma boa notícia. O país parece voltar a crescer e, se o transporte de gás vindo do gasoduto da Bolívia não receber reforço, a indústria poderá ter problemas em 2006. É o próprio Kirchner quem avisa. Via Clarin

Chicanos
A economia espanhola anda se beneficiando da imigração legal originada na América Latina. Isso pode ser percebido pelo crescimento no seguro social no país europeu. A maior parte desses trabalhadores saem do Equador. Somente do Equador, cerca de 800 mil pessoas foram para o país europeu nos últimos anos, segundo essa reportagem do La Hora. Infelizmente, a participação da mão-de-obra sulamericana é em setores que requerem pouca capacitação ou simplesmente falar o espanhol. Daí a forte participação sulamericana nos processos de imigração e no seguro social.

Aliás, o Ministerio de Trabajo y Asuntos Sociales de España informou que 554.215 pessoas se inscreveram no serviço de seguridade social do governo socialista espanhol nos últimos 12 meses. O número de afiliações em abril teve um crescimento de 6,73% em relação a março. Os setores de hotelaria (5,09%) e de construção (1,96%)  tiveram os aumentos.

O Equador mandou pra lá 117.445 pessoas. A Colômbia, 66.489. O Peru, 39.033 trabalhadores e a Argentina, outros 27.323. Outros números podem ser obtidos aqui.



 Escrito por Luiz às 12h48 [] [envie esta mensagem]


05/05/2005

Torquato Neto
Tenho saudade, como os cariocas, do dia em que sentia e achava que era dia de cego. De modo que fico sossegado por aqui mesmo, enquanto durar. Pra mim, chega! Não sacudam demais o Thiago que ele pode acordar.

Saiu a biografia de Torquato Neto, que se matou aos 28 anos e deixou o recado acima. Thiago era seu filho.


 Escrito por Luiz às 13h29 [] [envie esta mensagem]



Leis e lingüiça

Os meios de comunicação industriais se beneficiam de uma singular depravação das leis democráticas. Efetivamente, se a televisão e, por osmose, a imprensa, não gozam, a priori, da liberdade de anunciar notícias falsas, nossa legislação lhe concede por outro lado o poder exorbitante de mentir por omissão, censurando e vetando aqueles que não lhes convêm ou possam prejudicar seus interesses.

O quarto poder – e ainda é adequado chamá-lo assim – é portanto a única de nossas instituições capaz de funcionar fora de qualquer controle democrático eficaz, já que toda crítica independente dirigida contra ele, toda solução alternativa, permanecem desconhecidas do grande público simplesmente porque não têm nenhuma chance de serem amplamente difundidas e, conseqüentemente, de atingirem este público.

(...)

se na democracia cada um tem direito à informação na media prevista pela lei, parece que o quarto poder encontra-se fora da lei ou aquém das leis, estas últimas terminando onde começa seu verdadeiro campo de exercício.
Paul Virilio, A Arte do Motor.


Se as pessoas soubessem como se fazem as leis e as lingüiças não seguiriam as leis nem comeriam lingüiças. O ditado certo é esse, ou coisa parecida. O ditado que eu conheço é: se as pessoas sobessem como se fazem os jornais e as lingüiças não comprariam nenhum nem outro. Qual você prefere?



 Escrito por Luiz às 11h17 [] [envie esta mensagem]


04/05/2005

Carnaval tá chegando

Eu sei que uma hora isso vai acabar...

 Escrito por Luiz às 12h29 [] [envie esta mensagem]


02/05/2005

Tem certos dias...

Eu prometi a mim mesmo que não ia fazer nenhum post até terminar esse trabalho, pra não me dispersar - parece que quanto mais velho, mais o sujeito fica besta e com vontade de se disperçar mesmo, enfim...
Mas essa tira do Malvados de hoje me fez que quebrar a promessa.

Por quase todo canto que eu navego, parece que a ortografia, a pontuação e a forma das letras é a do cinismo. Ficou fácil demais ser cínico e acreditar que se está sendo irreverente e irônico, e que isso não é nada demais. E eu fico cá comigo me perguntado se é isso mesmo. Vai ver é só frescura minha.

Ser cínico virou tão fácil, virou um caminho tão aceito que é quase uma obrigação, uma inevitabilidade. É engraçado isso, porque ninguém quer ser cínico. É ruim ler até a palavra: cínico, cínico, cínico. Você acha que é com você. (Aliás, esse post não se refere a ninguém em especial).

E o que essa tira tem a ver com isso tudo? Não sei. Ainda vou descobrir...



 Escrito por Luiz às 18h54 [] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   

Reclame:locoporti@gmail.com

INFORMAÇÃO
 
   El Tiempo (Colômbia)
   El Espectador (Colômbia)
   Expresso (Peru)
   Peru 21 (Peru)
   Ultimas Noticias (Venezuela)
   El Universal (México)
   Cronica (México)
   El Mercurio (Chile)
   Clarin (Argentina)
   La Nacion (Argentina)
   La Hora (Equador)
   Ultimas Noticias (Equador)
   El Diario (Bolivia)
   Diario de Notiocias (Paraguai)
   El Pais (Uruguai)
   La Prensa (Nicarágua)
   Prensa (Panamá)
   Fórum Social Mundial (Brasil)
   Agência Latinoamericana de Informação
   Associação de Estudos Latinoamericanos
   Latin American Post (EUA)
   Granma (Cuba)

POLÍTICA E CIDADANIA
        Luta Libertária
        Foreign Policy
        Mídia Tática
        Rede Interamericana para a Democracia
        Nova Democracia
        Marxists Archieve
        ABONG
        OBREAL
        AECidadania
        Pauta Social
        Cebrap.org
        Instituto Pólis
        Eletronic Frontier Foundation
        Move On
        Ponto de Vista/Crítica Política
        Revista Movimiento
        Nueva Mayoria
        LatinoBarometro
        Observatório Político Sul Americano
COLUNAS
       Míriam Leitão
       Veríssimo
       Mário Sérgio Conti
       Pedro Dória
FINA FLOR
        Verbeat
        Síndrome de Estocolmo
        Smart Shade of blue
        Stuckin Sac
        Blog do Gejfin
        O biscoito fino e a massa
        Velo do Farol
        Insanus
        A Arte da Fuga
       La Mala Rosa
       LLL
       Angustiado
       Glamdreams
       Os conspiradores
       Nominimo/Blog
       Pensar Enlouquece
       Códigobr
       Catraca
       Imakinaria
       Por um punhado de pixels
       Wunderblogs
        Radamanto
       Estuário de Samarone
        Mas tudo bem
 
SEXO
       2explicitos
       O sexo de Anali
       Uva na Vulva
       Unaids
       Eros Blog
       World Sex News
       Sex Flog
 
AMIGOS
       Adorada Guadalupe
       Os Pensamentos de Mama
       Blog do Pi
       Fiteiro
       Bom Tom
       Guitar Grinder
        Barraco da Jaca
       Os Blog da Minie
       Hard News
       Cha de panela
       Fotografias/Gondim
       Sofia Bau
       Colchas de retalhos
       Girl Power
        Minha Lilith
        Paulo Rebêlo
        Diário de Bordo
 
 
VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog





O que é isto?
Histórico
   01/06/2006 a 15/06/2006
   16/05/2006 a 31/05/2006
   01/05/2006 a 15/05/2006
   01/04/2006 a 15/04/2006
   16/03/2006 a 31/03/2006
   01/03/2006 a 15/03/2006
   16/02/2006 a 28/02/2006
   01/02/2006 a 15/02/2006
   16/01/2006 a 31/01/2006
   01/01/2006 a 15/01/2006
   16/12/2005 a 31/12/2005
   01/12/2005 a 15/12/2005
   16/11/2005 a 30/11/2005
   01/11/2005 a 15/11/2005
   16/10/2005 a 31/10/2005
   01/10/2005 a 15/10/2005
   16/09/2005 a 30/09/2005
   01/09/2005 a 15/09/2005
   16/08/2005 a 31/08/2005
   01/08/2005 a 15/08/2005
   16/07/2005 a 31/07/2005
   01/07/2005 a 15/07/2005
   01/06/2005 a 15/06/2005
   16/05/2005 a 31/05/2005
   01/05/2005 a 15/05/2005
   16/04/2005 a 30/04/2005
   01/04/2005 a 15/04/2005
   16/03/2005 a 31/03/2005
   01/03/2005 a 15/03/2005
   16/02/2005 a 28/02/2005
   01/02/2005 a 15/02/2005
   16/01/2005 a 31/01/2005
   01/01/2005 a 15/01/2005
   16/12/2004 a 31/12/2004
   01/12/2004 a 15/12/2004
   16/11/2004 a 30/11/2004
   01/11/2004 a 15/11/2004
   16/10/2004 a 31/10/2004
   01/10/2004 a 15/10/2004
   16/09/2004 a 30/09/2004
   01/09/2004 a 15/09/2004
   16/08/2004 a 31/08/2004
   01/08/2004 a 15/08/2004
   16/07/2004 a 31/07/2004
   01/07/2004 a 15/07/2004