SOY LOCO POR TI
Política, Mídias, Economia, Arte, Futebol e Humor na América Latina

12/11/2005

Túnis via blogs

Túnis via blogs
Repasso notícia enviada pela colega Ana Maria do PSL-DF sobre a Cúpula Mundial da Sociedade da Informação:


“Nesta próxima semana ocorrerá o evento mais importante do mundo na área de inclusão digital - a Cúpula da Sociedade da Informação, que começará na segunda-feira. Vários relatórios estão sendo lançados neste evento. A boa notícia, é que tem alguns blogs que permitirão acompanhar o evento pela Internet, usando podcasts e outras tecnologias. Há 2 anos que o movimento mundial vem se organizando para o evento. O site oficial da Cúpula é:
http://www.itu.int/wsis/
Já a cobertura do movimento dos Telecentros na Cúpula se encontra em:
http://wsis.telecentre.org/event

Tem um blogueiro americano (o Andy Carvin - responsável pela organização da sociedade civil na Cúpula) que está fazendo a cobertura do evento em: http://www.edwebproject.org/andy/blog/
Este blog tem tradução para o português.”



 Escrito por Cláudio Machado às 19h15 [] [envie esta mensagem]


09/11/2005

Em grande estilo
As cenas que você vai ver agora são de forte impacto. Se houver crianças por perto, por favor, retire-as das proximidades da tela. São as fotos feitas por Glauco, o mago, da comemoração da empresa onde eu trabalho. Dois campeonatos de futebol (um feminino e outro masculino), shows de forró e brega, além de uma feijoada e de um churrasco fizeram a festa dos colegas.

E o negócio é o seguinte. A imensa maioria dessas pessoa tem muito orgulho de trabalhar numa das poucas empresas do país com mais de 100 anos. Aliás,  180 anos. Esse foi o primeiro ano em que eu fui ao campeonato que celebra o aniversário do Diario de Pernambuco - nos outros anos estava viajando, estudando ou sei lá o quê. E foi muito bom. Somente no campeonato masculino havia 10 equipes escritas (120 caras). No campeonato femino, 5 equipes (60 meninas). 


 
O entrosamento vibrante. O clássico Fonados versus Comercial tem cenas de intensa hã... combatividade.


A graça e a articulação. Breve registro do balé futebolístico do Time A da redação contra o nobre corpo dos Motoristas da empresa.


A leveza e o equilíbrio. Cena de combate travado entre as equipes no segundo tempo do certame.

Aqui começa uma parte importante desse post. O Tabaja Futebol Clube, onde joguei, era na verdade o time B da seleção. E não fez feio. No primeiro e único jogo que disputamos, levamos 8 gols e não fizemos nenhum contra. O Mago lamentou que as fotos não tenham rendido boas imagens...


Sérgio Miguel defende a linha da zaga do Tabajara.


Heitor Cunha confunde os jogadores e joga contra as próprias cores. Na foto, ele estava mirando na canela do colega e não na bola.


O estilo inconfundível. Depois de passar pelos cinco oponentes do outro time, tive que passar a bola para que os olheiros de Parreira não me convocassem. É duro. 



 Escrito por Luiz às 22h40 [] [envie esta mensagem]



O futebol que vale a pena
(O dia também teve futebol de verdade)
Depois dessas catástrofe em imagens, o acervo de Glauco, o mago foi mais amena. O campeonato das meninas era na verdade o mais importante e interessante. Por um motivo muito simples: é sempre mais disputado, mais bem jogado e com mais rivalidade. Não é por acaso que o primeiro jogo, entre a Redação e o Comercial foi a primeira disputa que realmente chamou a atenção de toda platéia. Pra resumir esse histórico campeonato, basta dizer que o time campeão foi, debaixo de uma forte torcida contra, o da Redação. Olha as meninas aí.

Em pé: Ana Braga, Ana Paula, Juliana Pessoa, Kethuly Góes, Tatiana Nascimento
Agachadas: Jiuliana, Lule Veras, Renata


Giuliana, mostrando toda classe no drible


Ana Braga, a craque do time, voando com a bola


Lule, força e determinação na equipe


Ana Braga queria voar de novo


Lule deu um chute que quase mata a goleira


Veja bem essa foto: o time adversário todo está na pequena área. Se Lule é por nós, quem será contra nós?


Giuliana partindo para o abraço depois do terceiro gol de bicicleta

A equipe feminina da redação foi a grande campeã e a equipe masculina ficou pelo terceiro lugar (pela terceira vez). Depois do futebol teve forró e churrasco, que ninguém é de ferro.



 Escrito por Luiz às 22h25 [] [envie esta mensagem]


08/11/2005

Ando tendo idéias

Eu sei o o mundo está se acabando e existem muitos posts para fazer sobre recentes acontecimentos da vizinhança. Tô avisando isso pra que esse blog não perca os poucos, mas especialíssimos, leitores que tem - os que comentam e os que só lêem. A verdade é que tô sem tempo (novamente) para escrever aqui, coisa que deve mudar um pouco na próxima semana por causa de uns trabalhos que resolvi fazer.

Vou ficar devendo escrever sobre a Cúpula das Américas, as incríveis criações de André Dahmer e o final sofrível da novela América.

Gracias.



 Escrito por Luiz às 14h21 [] [envie esta mensagem]


06/11/2005

Esse Che convence mais
Steven Soderbergh vai filmar a vida de Che. Ou o que é possível de filmar da vida de Guevara. O ator principal é  o rapaz da foto - Benício del Toro. O ator esteve na Argentina nas últimas semanas e deu uma interessante entrevista ao El País. A íntegra da conversa pode ser acessada aqui.

Tô ansioso pra ver a película, principalmente porque parece que o projeto é sério. Del Toro esteve duas semanas em busca de dados, conversando com pessoas que conviveram com o revolucionário e visitando Buenos Aires e a localidade de Alta Gracia. Copiei abaixo alguns textos da entrevista concedida por del Toro.

Ao que parece o filme narra uma parte da vida de Che que começa depois do fim do filme "Diários de Motocicleta". Embora del Toro negue a ligação, é impossível não ver uma conexão entre os doismomentos. Vamos esperar para conferir.



El Che - La vida completa del Che obligaría a preparar una película de 26 horas. Un año de trabajo. Una serie de dos horas cada semana. De todo esto, vamos a ver si podemos construir algo que sea un personaje dramático, al que se le note el intelecto y el corazón que tenía, y lo humano que era, sus virtudes y sus fallas.

Construindo o personagem -  Lo más seguro es que iré a Cuba en algún momento. Ya he estado allí, pero antes de que supiera que iba a encarnar al Che. Soy un fanático del cine cubano, pero tendré que volver con otros objetivos.

O filme e Diários de Motocicleta -  "Diarios de motocicleta" funciona como tal, orgánicamente, con Guevara y con Granado en ese momento y en ese lugar. Y esperemos que en la película que vamos a hacer pase lo mismo. Todavía no está nada definido, pero el Che que voy a hacer es ya un hombre. Eso sí, en una película sobre Guevara imagino que habrá que correr algunos riesgos, ideológicamente hablando.

Legitimidade - Estamos tratando de inspirarnos en los personajes verídicos, pero hay tantos que sería como un festival de personajes pequeños que entran y salen. Necesitamos ajustar las cosas y ése es uno de los desafíos de Soderbergh, con quien casi no necesito hablar. Nos entendemos de memoria.



 Escrito por Luiz às 20h45 [] [envie esta mensagem]


04/11/2005

Ponha um pouco de jazz na sua vida
(thanks god, it´s friday)

Se um dia me for dada a chance de nascer de novo com o jazz para reinventar. Se um dia me for dada a sorte de nascer na hora certa, no momento certo, com o tempo e a necessidade na medida precisa. E se essa medida precisa for para ecoar durante década depois. E se décadas depois meu som estiver tão novo quanto antes de nascer, melodiando de palavras ao suor.  E inspiradamente minha elegância pessoal for apenas a estensão de minhas notas e de meu ouvido, de minha boca de meus dedos... E se assim minha morte for para sempre adiada, pedaços por pedaço, a cada novo ouvido que eu seduzir, então eu saberei quem nascer de novo.



 Escrito por Luiz às 13h28 [] [envie esta mensagem]


03/11/2005

Muito barulho por quase nada
Bush acaba de chegar ao aeroporto de Camet, em Mar del Plata, para a Cúpula das Américas. Forte sistema de segurança, muita imprensa, a expectativa do confronto com Hugo Chávez, o burburinho diplomático, as manifestações nas ruas, Maradona à frente da passeata amanhã. De todas as quato reuniões realizadas pelos  34 países, essa é a que está fazendo maior barulho. Muito barulho por nada, ou quase nada.

As performances dos presidentes - Kirchner, Lula e, claro, Bush e Chávez - são feitas sob medida para seus próprios públicosnos seus respectivos países. Não acredito que nada do que ficar no papel terá relevância para os países do continente. Mesmo que, no documento final, seja mencionado, como que os Estados Unidos, a necessidade e o compromisso de formação da Alca.

Kirchner, o indeciso e instável, só deve confirmar essa impressão. Chávez, por sua vez, ampliará informaçõesà imprensa americana, de sua postura intempestiva e destrambelhada. Esse sim, poderá causar alguma (má) surpresa - um incidente diplomático talvez. Lula e a política nacional continua uma icógnita até mesmo para nós em se tratando da relação conflituosa entre Venezuela e Estados Unidos.

Resumindo: muito barulho por nada, ou quase nada.

O pior é que há muito a se discutir entre os países sobre imigração, regras comerciais, criação de empregos e desenvolvimento regional articulado. Mas o barulho vai se sobrepor a isso tudo e é o que ficará. Claro que as manifestações contra BUsh sinalizam um desagrado com a política externa lá de cima. Mas eu preferia ver mais...



 Escrito por Luiz às 22h30 [] [envie esta mensagem]



A propósito do Roda Vida de hoje
(Assista a entrevista do presidente Lula e comente aqui depois)

Não amestrados
(Míriam Leitão)
Os jornalistas fizeram perguntas ao presidente Lula sobre Cuba. Lula achou um absurdo que eles não se ativessem à Jamaica, que ele, Lula, considerava ser o assunto oportuno no momento. Chamou os repórteres de mal-educados. Depois eles foram repreendidos por um assessor que disse que o presidente considerava “inaceitável” o comportamento dos jornalistas.

Inaceitável é o comportamento do presidente e do governo dele. Deu apenas uma entrevista coletiva durante três anos, tentou expulsar um jornalista americano, tentou aprovar um conselho para censurar a imprensa e uma agência para ameaçar os meios de comunicação, concedeu uma entrevista com cara de coisa arranjada em Paris, seu então ministro das Comunicações, Luiz Gushiken, disse que jornalistas têm de dar notícias otimistas, multiplicou as publicações e órgãos oficiais, transformou a Agência Nacional em centro de propaganda e demonstra por atos e palavras que não entendeu até agora por que os governantes devem falar com os jornalistas. 

Governantes não falam com a imprensa porque gostam dos jornalistas. É aceitável que o presidente Lula não goste. Falar com jornalistas é um dos meios de prestação de contas à sociedade. O governo Lula já pode ser considerado o mais autoritário do período democrático no trato com a imprensa. E disputa cabeça a cabeça com alguns do regime militar.

O presidente João Figueiredo não gostava de jornalistas, em particular, e do povo, em geral — tinha preferência por cavalos — mas sempre respondia perguntas quando abordado em solenidades do Itamaraty e em viagens internacionais. Na falta de uma rotina democrática de entrevistas, essas abordagens, anárquicas, eram a única forma de entrevistá-lo. Participei de várias dessas entrevistas arrancadas pelos nossos maus modos. Uma das vezes, no Paraguai, tive os documentos retidos pela polícia de Stroessner, que achara meu comportamento, de abordar o presidente Figueiredo inaceitável. O ex-ministro da Comunicação Social Said Faraht resgatou meus documentos e a noção do que era aceitável ou não. 

Tim Padgett, outro dos vencedores deste ano do prêmio Maria Moors Cabot, da revista “Time”, num dos debates em Nova York, disse que tem mais facilidade de falar com Hugo Chávez do que com as autoridades petistas. "Lula não dá entrevista. Na época de (Fernando Henrique) Cardoso, tínhamos mais informação, mas com Lula no governo somos tratados como gringos dos quais querem distância. A ironia é que quando estavam na oposição eram bem acessíveis."

Numa reunião no “New York Times”, ouvi referência ao episódio da quase expulsão do correspondente Larry Rohter, como exemplo da dificuldade de atuar na América Latina. Lembrei que essa estranha idéia fora do presidente Lula e dos seus assessores de imprensa, mas que a sociedade brasileira e os jornalistas haviam reagido instantaneamente contra o ato autoritário, forçando o governo a recuar.

Liberdade de imprensa é algo a ser conquistado e ampliado sempre. É uma longa caminhada, onde às vezes ocorrem retrocessos. No ranking do Repórteres Sem Fronteiras, os Estados Unidos caíram vinte pontos, para o 44o. lugar, por causa da prisão da jornalista Judith Miller e iniciativas do governo Bush para pressionar jornalistas a evitar coisas como as fotos dos mortos no Iraque. No Canadá também ocorreram pressões judiciais contra jornalistas para que eles divulguem suas fontes, e o país também caiu para 21o. lugar. O temor é que isso inaugure uma era de destruição da prerrogativa do jornalista de manter reservada a identidade das fontes. O direito inclui o dever do jornalista de evitar a manipulação, como a que ocorreu com alguns jornalistas americanos em relação à suposta existência de armas de destruição em massa no Iraque. O Brasil está no 63o. posto —também caiu no último ano. Classificações mundiais são sempre bem discutíveis, mas a do Repórteres Sem Fronteiras é feita por 14 instituições de defesa da liberdade de imprensa, que usam informações de 130 correspondentes no mundo inteiro. 

No Brasil, há muitas ameaças, além das diversas insinuações autoritárias do governo, à liberdade da imprensa regional, por parte dos grupos de interesse e econômicos locais. O repórter paraense Lúcio Flávio Pinto foi um dos escolhidos este ano para o prêmio International Press Freedom do Committee to Protect Journalists em Nova York, no próximo dia 22. Lúcio Flávio não pode viajar para receber porque está respondendo a 18 processos. A maioria movida pela família Maiorana — ele foi vítima até de agressão física por parte de Ronaldo Maiorana — e outro processo de Cecílio Rego de Almeida, que alega ser dono de uma extensa área na Terra do Meio. O Brasil vai fazer um papelão no Waldorf Astoria, diante da imprensa internacional, se Lúcio Flávio for impedido de ir.

Há muito ainda o que caminhar no Brasil. Nessa caminhada, jornalistas, por vezes, serão considerados mal-educados por governantes que preferem os amestrados. O grande risco é o governante sem a devida educação institucional. Uma jornalista francesa, Adèle Toussaint-Samson, que viveu alguns anos no Brasil no século XIX, publicou suas impressões, em capítulos, no “Figaro”. Alguns brasileiros acharam os textos inaceitáveis e pediram a D.Pedro II que pressionasse o jornal. Ele se negou a fazer isso e explicou que “os povos, como os indivíduos, não podem julgar a si próprios”. Um governante educado!



 Escrito por Luiz às 07h07 [] [envie esta mensagem]


01/11/2005

Rota riva, rota gigante
(o tempo mudou num instante)


Lula aceitou ser entrevistado na próxima edição do Roda Viva, programa de entrevistas da TV Cultura. A conversa será no Palácio do Planalto. Participarão Paulo Markun , Augusto Nunes e Rodolfo Konder. Pontos extras para produção do Roda Viva. Faz seis meses que o presidente diz não aos insistentes pedidos de entrevista.

Claro, não é a primeira vez que Lula será ouvido no Roda Viva. Será a nona vez. Mas essa será a primeira entrevista de verdade no meio dessa crise, que não passará nunca. Vou assistir como o sentimento de saber, por antecedência, que seu time vai perder. Deixei de torcer pro Lula. Isso não faz mais sentido. Mas a sensação de lamento antecipado está aqui do meu lado, farejando insistente.

Claro que a incrível legião dos cínicos de plantão devem acampar em alguma praça ou bar da moda (o que não é difícil) para assistir ao programa.



 Escrito por Luiz às 18h57 [] [envie esta mensagem]



Cúpula de confusões
Uma das maiores dúvidas é saber como será o encontro entre o presidente Hugo Chávez e George Bush, dos Estados Unidos. Embora a Cúpula das Américas tenha uma importância política maior, essa parece ser a maior expectativa dos meios de comunicação que cobrem (mal) o assunto. É possível, por exemplo, que essa reunião definitivamente enterre os planos dos Estados Unidos de ressucitar a Alca, porque a resistência nas ruas e entre os 34 líderes que participarão da reunião é maior que em 2001, quando o tema foi empurrado goela abaixo pelo governo Bush.

Buenos Aires está se preparando para receber o presidente americano de forma eloqüente. A insatisfação nas ruas é patente, pelo menos é o que se depreende das reportagens que os jornais argentinos publicam nesses dias. Na verdade, a 4ª Cúpula das Américas acontece em Mar del Plata,localizado a 400 quilômetros da Bela Buenos Aires.

Agora imagine só: mães da praça de maio, piqueteiros de todos os tipos, Adolfo Perez Esquivel e familiares das vítimas da guerra do Iraque, sindicatos, Maradona com uma foto de Fidel no peito (e outra de Che no braço) estarão todos juntos dizendo não ao governo de Junior. Sem falar que está confirmado o discurso de Chávez, no que estão chamando de Cúpula dos Povos, o evento paralelo à Cúpula das Américas.

É curioso que uma ONG americana tenha organizado um pacote turístico para quem pensa em ir protestar contra Bush - o dia da grande manifestação contra o governo de Júnior é na sexta-feira.  Por pouco mais de US$ 1.300, a ONG Global Exchange dá aos interessados a possibilidade de participar de todas as atividades previstas na "contra-cúpula", mas também de conhecer de perto, através do que chamam de um "reality tour", as peculiaridades dos movimentos sociais da Argentina. Ainda há tempo de encomendar as passagens.

Por enquanto vale a pena verificar o que vai acontecer no encontro. A falta de unidade de discurso é patente e muitos são os casos de instabilidade democrátrica entre os países. Pendengas legais e comerciais, o caso da suspeita de aftosa na fronteira com o Paraguai e a proximidade com eleições locais em vários dos países devem colocar mais um molho nessa 4ª Cúpula.



 Escrito por Luiz às 13h43 [] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   

Reclame:locoporti@gmail.com

INFORMAÇÃO
 
   El Tiempo (Colômbia)
   El Espectador (Colômbia)
   Expresso (Peru)
   Peru 21 (Peru)
   Ultimas Noticias (Venezuela)
   El Universal (México)
   Cronica (México)
   El Mercurio (Chile)
   Clarin (Argentina)
   La Nacion (Argentina)
   La Hora (Equador)
   Ultimas Noticias (Equador)
   El Diario (Bolivia)
   Diario de Notiocias (Paraguai)
   El Pais (Uruguai)
   La Prensa (Nicarágua)
   Prensa (Panamá)
   Fórum Social Mundial (Brasil)
   Agência Latinoamericana de Informação
   Associação de Estudos Latinoamericanos
   Latin American Post (EUA)
   Granma (Cuba)

POLÍTICA E CIDADANIA
        Luta Libertária
        Foreign Policy
        Mídia Tática
        Rede Interamericana para a Democracia
        Nova Democracia
        Marxists Archieve
        ABONG
        OBREAL
        AECidadania
        Pauta Social
        Cebrap.org
        Instituto Pólis
        Eletronic Frontier Foundation
        Move On
        Ponto de Vista/Crítica Política
        Revista Movimiento
        Nueva Mayoria
        LatinoBarometro
        Observatório Político Sul Americano
COLUNAS
       Míriam Leitão
       Veríssimo
       Mário Sérgio Conti
       Pedro Dória
FINA FLOR
        Verbeat
        Síndrome de Estocolmo
        Smart Shade of blue
        Stuckin Sac
        Blog do Gejfin
        O biscoito fino e a massa
        Velo do Farol
        Insanus
        A Arte da Fuga
       La Mala Rosa
       LLL
       Angustiado
       Glamdreams
       Os conspiradores
       Nominimo/Blog
       Pensar Enlouquece
       Códigobr
       Catraca
       Imakinaria
       Por um punhado de pixels
       Wunderblogs
        Radamanto
       Estuário de Samarone
        Mas tudo bem
 
SEXO
       2explicitos
       O sexo de Anali
       Uva na Vulva
       Unaids
       Eros Blog
       World Sex News
       Sex Flog
 
AMIGOS
       Adorada Guadalupe
       Os Pensamentos de Mama
       Blog do Pi
       Fiteiro
       Bom Tom
       Guitar Grinder
        Barraco da Jaca
       Os Blog da Minie
       Hard News
       Cha de panela
       Fotografias/Gondim
       Sofia Bau
       Colchas de retalhos
       Girl Power
        Minha Lilith
        Paulo Rebêlo
        Diário de Bordo
 
 
VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog





O que é isto?
Histórico
   01/06/2006 a 15/06/2006
   16/05/2006 a 31/05/2006
   01/05/2006 a 15/05/2006
   01/04/2006 a 15/04/2006
   16/03/2006 a 31/03/2006
   01/03/2006 a 15/03/2006
   16/02/2006 a 28/02/2006
   01/02/2006 a 15/02/2006
   16/01/2006 a 31/01/2006
   01/01/2006 a 15/01/2006
   16/12/2005 a 31/12/2005
   01/12/2005 a 15/12/2005
   16/11/2005 a 30/11/2005
   01/11/2005 a 15/11/2005
   16/10/2005 a 31/10/2005
   01/10/2005 a 15/10/2005
   16/09/2005 a 30/09/2005
   01/09/2005 a 15/09/2005
   16/08/2005 a 31/08/2005
   01/08/2005 a 15/08/2005
   16/07/2005 a 31/07/2005
   01/07/2005 a 15/07/2005
   01/06/2005 a 15/06/2005
   16/05/2005 a 31/05/2005
   01/05/2005 a 15/05/2005
   16/04/2005 a 30/04/2005
   01/04/2005 a 15/04/2005
   16/03/2005 a 31/03/2005
   01/03/2005 a 15/03/2005
   16/02/2005 a 28/02/2005
   01/02/2005 a 15/02/2005
   16/01/2005 a 31/01/2005
   01/01/2005 a 15/01/2005
   16/12/2004 a 31/12/2004
   01/12/2004 a 15/12/2004
   16/11/2004 a 30/11/2004
   01/11/2004 a 15/11/2004
   16/10/2004 a 31/10/2004
   01/10/2004 a 15/10/2004
   16/09/2004 a 30/09/2004
   01/09/2004 a 15/09/2004
   16/08/2004 a 31/08/2004
   01/08/2004 a 15/08/2004
   16/07/2004 a 31/07/2004
   01/07/2004 a 15/07/2004